Um outro olhar sobre o mundo

Um outro olhar sobre o mundo

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Comprimido azul ou comprimido vermelho?


The Matrix
de Andy Wachowski & Larry Wachowski


Morpheus: I imagine that right now you're feeling a bit like Alice. Tumbling down the rabbit hole?
Neo: You could say that.Morpheus: I can see it in your eyes. You have the look of a man who accepts what he sees because he's expecting to wake up. Ironically, this is not far from the truth. Do you believe in fate, Neo?
Neo: No.Morpheus: Why not?
Neo: 'Cause I don't like the idea that I'm not in control of my life.
Morpheus: I know exactly what you mean. Let me tell you why you're here. You're here because you know something. What you know, you can't explain. But you feel it. You felt it your entire life. That there's something wrong with the world. You don't know what it is, but it's there. Like a splinter in your mind -- driving you mad. It is this feeling that has brought you to me. Do you know what I'm talking about?
Neo: The Matrix?
Morpheus: Do you want to know what it is?(Neo nods his head.)
Morpheus: The Matrix is everywhere, it is all around us. Even now, in this very room. You can see it when you look out your window, or when you turn on your television. You can feel it when you go to work, or when go to church or when you pay your taxes. It is the world that has been pulled over your eyes to blind you from the truth.
Neo: What truth?
Morpheus: That you are a slave, Neo. Like everyone else, you were born into bondage, born inside a prison that you cannot smell, taste, or touch. A prison for your mind. (long pause, sighs)Unfortunately, no one can be told what the Matrix is. You have to see it for yourself. This is your last chance. After this, there is no turning back.(In his left hand, Morpheus shows a blue pill.)
Morpheus: You take the blue pill and the story ends. You wake in your bed and believe whatever you want to believe. (a red pill is shown in his other hand) You take the red pill and you stay in Wonderland and I show you how deep the rabbit-hole goes. (Long pause; Neo begins to reach for the red pill) Remember -- all I am offering is the truth, nothing more.(Neo takes the red pill and swallows it with a glass of water)

QUE COMPRIMIDO ESCOLHES?
O AZUL OU O VERMELHO?

AZUL
- Escolhemos viver na ignorância.
- Ignoramos o que se passa e ficamos satisfeitos com aquilo que vemos/temos/sabemos.
- Seguimos aquilo que nos é ditado, aceitamos o que nos é dito, não temos opinião própria.
- Assumimos que está tudo determinado e que não temos escolha.
- Estamos confortáveis com aquilo que assumimos ser a realidade.
- Estamos contentes com aquilo que somos e que sabemos.
- Estamos felizes com a nossa vida de todos os dias, com o previsível.
- Basicamente, aceitamos o hábito, preferimos a rotina, viver sempre da mesma forma, ficar sempre no mesmo sítio, saber sempre as mesmas coisas, falar sempre com as mesmas pessoas, seguir sempre as mesmas políticas, seguir sempre aquilo que já sabemos, etc.
- Deixamo-nos levar pela pressão social, quer na forma como devemos viver a vida, quer na forma de pensar.
- Deixamos que a sociedade nos imponha o que pensar e como viver.
- Sucumbimos à socialização (feita pela sociedade à nossa volta) e à educação formal nas escolas que castram a muita da nossa criatividade e individualidade.
- Vivemos uma possível ilusão.

Viver assim é bem mais fácil e confortável, deixamos de ser responsáveis pelo nosso destino.
Somos felizes, afinal, a ignorância é uma benção...

VERMELHO
- É o comprimido do conhecimento.
- Queremos saber sempre mais, queremos aprender, queremos melhorar.
- Examinamos a vida e a realidade.
- Teremos uma maior pressão social para seguirmos a vida e a forma de pensar que nos impõem (para seguir o rebanho).
- Questionamos o que nos dizem, questionamos o status quo, não estamos satisfeitos com aquilo que nos é apresentado, procuramos a verdade, tentamos ver mais longe.
- Duvidamos, arriscamos, questionamos e procuramos as respostas.
- Temos uma mente inquisitória, continuamos a colocar questões que parecem simples.
- Temos uma mente aberta para experimentar coisas novas – “thinking outside the box”.
- Saímos fora da nossa zona de conforto, de modo a termos outras experiências.
- Utilizamos o pensamento crítico, o “critical thinking”.
- Pensamos por nós próprios.
- Fazemos as nossas próprias escolhas, as nossas opções.
- Damos um sentido à existência, em vez de nos limitarmos a sobreviver.
- Procuramos e tentamos entender o sentido da vida.
- Damos enorme valor à consciência, à forma como vemos o mundo à nossa volta.
- Não nos limitamos a observar, mas pensamos, reflectimos, questionamos.
- Responsabilizamo-nos pela nossa vida.


O comprimido azul é a escolha mais fácil, para a pessoa que está satisfeita com aquilo que tem, que se limita a absorver o que lhe dizem, e que levará a uma vida de felicidade… mas ilusória.
O comprimido vermelho é a escolha mais difícil, porque implica lutar contra o “status quo”,  contra o conformismo, e partir na procura de respostas. Nem todos são capazes de tentar algo assim, apenas os audazes de espírito, os que ousam...

AGORA A BOLA ESTÁ DO TEU LADO, OU MELHOR, O COMPRIMIDO... O QUE VAI SER?

Mais de Matrix aqui.


2 comentários:

JT disse...

Eu acho que o azul não é propriamente para quem está satisfeito...:-P

MAHC disse...

bem visto... um pormenor que escapou aos irmãos wachowski